• Ana Luiza Moreira

A Roda do Tempo não encanta e apresenta efeitos especiais dignos de Once Upon a Time


A Roda do Tempo
A Roda do Tempo podia ter começado melhor...

A Prime Video não tem mandado muito bem em seus novos lançamentos, e depois do fiasco de Eu Sei o Que Vocês Fizeram no Verão Passado, fomos apresentados a nova aposta de fantasia do streaming, A Roda do Tempo, que ao meu ver, passou longe de dar certo.


Na série, que teve seus três primeiros episódios liberados, acompanhamos Moiraine, que é membro de uma organização feminina incrivelmente poderosa chamada Aes Sedai. Quando ela chega na pequena cidade de Two Rivers, embarca em uma perigosa jornada mundial com cinco jovens, um dos quais foi profetizado como o Dragão Renascido, que salvará ou destruirá a humanidade.


A série tem uma premissa muito boa, mas falha ao passar verdade nas consequências dos atos de seus personagens, além disso, a produção não convence ao ter problemas de ambientação, química entre os atores, boas atuações e a falta de uma verba (pelo menos eu acho) para bons efeitos especiais.

Infelizmente, na época em que séries são lançadas todos os dias, os produtores deveriam ter tomado mais cuidado ao levar para o ar três episódios que não tem ritmo e nem cativam o espectador a continuar, eu normalmente falo aqui para vocês irem ver e tirarem suas próprias conclusões, dessa vez não será diferente! No entanto, esse é o único texto que teremos aqui sobre A Roda do Tempo, pelo menos escrito por mim.

2 visualizações0 comentário
  • Facebook
  • Instagram