• Ana Luiza Moreira

Acampamento Jurássico é uma aventura simples e cheia de ótimos ganchos (Crítica com SPOILERS)


Uma das cenas mais lindas da animação de Acampamento Jurássico

Olá Freaks! Hoje venho falar de uma das séries animadas da qual eu não esperava nada e fui muito surpreendida assistindo, Jurassic World: Acampamento Jurássico, que paralelo a continuação de 2015, acompanha seis adolescentes que participam de um acampamento no outro lado da Ilha Nublar. Só que conforme os acontecimentos vão se desenrolando, os dinossauros da ilha saem de controle, como em todos os filmes da franquia!

Como fã de dinossauros, mesmo sem grandes expectativas, fui de coração aberto assistir ao desenho da Netflix, e se tem uma frase nele que o resume bem é a analogia que fazem falando sobre como o parque dos dinossauros é um barril de pólvora, precisando de pouco para explodir..


Um dos meus medos é que os dinossauros apresentados não fossem temíveis ou tão assassinos, por essa ser uma obra com classificação indicativa livre, no entanto, isso não é bem o que acontece, claro que a série não tem gore, mas é tudo trabalhado na medida certa.



Em uma vibe bem parecida com A Fantástica Fábrica de Chocolates (filme traumático da minha infância), acompanhamos esses adolescentes bem estereotipados, como o apaixonado por dinossauros (Darius), a influencer (Brooklyn), o riquinho (Kenji), a esportista (Yaz), a garota empática (Sammy) e o menino covarde (Ben), mas aos poucos, esses personagens vão se desenvolvendo, e cada vez mais, mostrando porque são como são, preciso dizer que terminei a série gostando muito de todos eles.

É claro que algumas das atitudes que os jovens tomam são meio burras e irritantes, mas são coisas que condizem com a personalidade de cada e bem plausíveis dadas as situações que eles enfrentam. Importante dizer que não foi porque escrevi aqui que gostei da série, que ela tem só pontos positivos, apesar de eficientes, o ganchos entre os episódios podem incomodar um pouco por serem apelativos (mas eu gostei, vi a série toda em um dia), e as piadas podem não agradar muitas pessoas, saibam disso: Essa não é uma daquelas animações cabeça!

Uma das coisas boas a acrescentar sobre a trama é que ela tem muita ação e flui bem, com algumas cenas extremamente emocionantes como a “morte do Ben”, a cena no lago dos dinossauros que brilham e o triste passado de Darius com seu pai. Foram nesses pequenos momentos que algo me pegou com força, o fato de como é tudo tão mais intenso quando somos mais novos: as dores, as amizades e as coisas boas.



Além disso, a série mostra muito bem como adultos só fingem que sabem das coisas, quando na verdade não sabem de nada (se me identifiquei? Sim!) e como muitas vezes idade não é sinônimo de responsabilidade, não é mesmo Kenji?!

Por fim, preciso dizer que a animação é linda, a trilha sonora então, não tenho o que dizer! Eu apenas sinto que se um acampamento com dinossauros existisse, seria bem assim mesmo.

Segunda Temporada


Adolescentes poderão finalmente encontrar personagens do filme

Ainda não confirmada pela Netflix, acredito sim que Jurassic World: Acampamento Jurássico ganhe uma segunda temporada, principalmente pelo sucesso da série na plataforma, estando no Top 10 durante toda a semana.

Para esse segundo ano da série acredito que veremos a participação de um dos personagens do filme, já que as tramas acontecem ao mesmo tempo e no mesmo lugar, a grande possibilidade seria que os adolescentes encontrem a Claire ou seus sobrinhos Zach e Gray.

Ainda sobre a próxima temporada veremos um grandioso arco para Ben, que junto com a linda da Bolota, vai ter que aprender a sobreviver sem os amigos e vencer todos os seus medos. Acho que talvez eles possam encontrar no caminho a nossa Blue.

Continuando a conexão com os filmes, acredito que em uma terceira temporada tenhamos os nossos jovens, que acho que ainda não vão sair do parque, tentando sobreviver a “demolição” da ilha.

Já estou ansiosa.