• Ana Luiza Moreira

Batgirl- Ano Um: A HQ para quem quer conhecer a super-heroína

Fala Freaks! Hoje trago para vocês a indicação de um dos quadrinhos mais divertidos e didáticos que li nesses últimos tempos, “Batgirl- Ano Um”, que além de ser um ótimo de jeito de conhecer a super-heroína, também é uma boa dica para que quer começar a ler quadrinhos.

O começo da Bat-família na história em quadrinhos de Ano Um

A HQ narra a vida de Bárbara Gordon, uma mulher jovem e ansiosa para encontrar sua verdadeira vocação. Depois de se formar na faculdade, Bárbara espera seguir os passos de seu pai, e servir como uma oficial dedicada a lei, mas seus planos se esbarram em um pai protetor e nos preconceitos da sociedade. Isso leva Bárbara a aproveitar um caminho diferente do seu objetivo e adotar a identidade da vigilante Batgirl. Enquanto ela aprende as "manhas" do estilo de vida de uma vigilante, acaba sendo jogada em um conflito com o Batman, e também na mira de aspirantes a supervilões.


O interessante dessa história é que não se faz necessário ter conhecimento dos outros quadrinhos da Bárbara, muito pelo contrário, a HQ é um bom resumo sobre quem é a personagem, sua força, determinação e inteligência. Outros aspectos sensacionais do quadrinho são a pegada de forte de detetive e a aparição de personagens conhecidos do universo DC, como a Canário (que tem cenas bem girl power e engraçadas com a Batgirl), Batman e Robin (que acabam de conhece-la e ainda estão começando a formar a Bat-família).


A Bárbara Gordon a qual somos apresentados é uma personagem muito boa de se acompanhar, seus pensamentos são rápidos e interessantes, suas falas são ágeis e cortantes, sem falar em suas atitudes empoderadoras, isso tudo graças ao texto de Scotty Beatty. Uma frase da HQ que a define perfeitamente é: "Preciso encontrar um outro caminho. Descobrir meu próprio futuro. Um futuro só meu. Não uma página no livro de outra pessoa".


Tradução Livre: "Em que diabo lugar estou me envolvendo?"

O único problema da publicação que li são alguns erros ortográficos, que podiam ser facilmente encontrados em uma revisão melhor, mesmo assim, acho que ainda é uma boa edição. O desenho é lindo, a história é deliciosa e as páginas voam, passando rapidamente sob a visão do leitor vidrado, vale a pena conferir!


Obs: Durante o quadrinho vemos pequenas falas que são previsões do futuro da Bárbara, caso conheça a história dela, é legal ficar atento a essas referências.