• Ana Luiza Moreira

Esquadrão Trovão é bom, mas poderia ser muito melhor (SEM Spoilers)


Esquadrão Trovão
Esse é o uniforme que eu pedi sim!

Estreou durante a semana o filme Esquadrão Trovão, uma comédia besteirol da Netflix focada em super heroínas mulheres. Basicamente, o filme conta a história de duas amigas de infância que se reencontram e acabam formando uma dupla de super-heroínas quando uma delas cria a fórmula que dá superpoderes para pessoas comuns.

Começo dizendo que esse filme tem um elenco bem legal, contando com a atuação de Melissa McCarthy, Octavia Spencer e Jason Bateman. Eu, particularmente, não gosto muita da Octavia Spencer em papéis de comédia, acho ela uma atriz incrível, mas não vejo nela um bom timming de humor.

Sobre o filme, enxergo ele como uma outra versão de A Espiã que Sabia de Menos, pois são piadas semelhantes, o mesmo tipo de humor non sense e um roteiro que não se esforça para te surpreender, no entanto, diferente da comparação que fiz, achei este um filme mais fraco e que infelizmente pode não agradar tantas pessoas (mas posso estar errada já que enquanto escrevo, Esquadrão Trovão está em primeiro lugar do Top 10 da Netflix Brasil).

Como a ideia aqui é falar deste filme sem spoilers, destaco alguns pontos que achei bons, mas sem muitos detalhes: a forte presença de personagens femininas diferentes, representativas e inteligentes; as piadas com carros pequenos; o uniforme das personagens principais; a estética de quadrinhos empregada na obra; a Melissa McCarthy; e o desenvolvimento dos poderes, em especial os da Bingo, personagem da Octavia Spencer.


Aviso: Como um besteirol, o filme tem algumas cenas nojentas viu?! Não assistam comendo...


Papo sério


Por eu ser uma mulher gorda, gostaria demais que este filme não fosse uma comédia, não que ele seja preconceituoso, ele não é! Mas sabe a falta que faz uma heroína gorda nos grandes filmes do cinema?!


E pensa, se esse fosse um filme pique DC e Marvel, nós teríamos a primeira grande obra da história dos filmes de super-heróis focada em duas mulheres, ambas gordas, um delas preta, e o mais importante, as duas com personalidades fortes e que não se definem por seu peso ou pelos preconceitos que provavelmente vivem.

O filme não tem nenhum demérito em ser como é ou por optar pelo gênero da comédia, mas seria um grande marco para esta escritora e para tantas outras mulheres se ele resolvesse se levar mais a sério.


Enfim Freaks, é uma comédia legal para aquele dia bad sabe?! Vale dar uma chance.

4 visualizações0 comentário
  • Facebook
  • Instagram