• Ana Luiza Moreira

Freaky: um slasher que tinha muito potencial para a comédia


Freaky
Filme poderia ser bom, mas não tem nenhum carisma

Tinha ouvido falar de Freaky - No Corpo de Um Assassino na Comic-Con Experience do ano passado, e desde a época, tive muita vontade de ver o filme, que mistura assassinatos sangrentos com troca de corpos, bem na vibe de Se Eu Fosse Você.

No longa, um punhal místico faz com que Millie, uma garota de 17 anos, e um serial killer troquem de corpo. A jovem descobre que possui apenas 24 horas para ter seu corpo de volta antes que a troca se torne permanente e ela fique presa na forma de um maníaco de meia-idade para sempre.


Achei o filme interessante por apenas um ponto de vista, que foi ver o de ver a atriz Kathryn Newton interpretando uma assassina. Ela mandou muito bem nas cenas de ação e reflete completamente a essência de seu nêmeses, no entanto, a mesma coisa não pode ser dita em relação ao Vince Vaughn, que fica completamente estereotipado e longe do que Millie era.


A verdade é que este filme tinha muito potencial para apresentar algo que não fosse muito original, mas extremamente engraçado, e para o meu tipo de humor, não foi isso que aconteceu. As piadas são manjadas, o roteiro fraco e os personagens bonzinhos, que são para quem deveríamos torcer, não tem nenhum carisma.


Bom, Freaky não se encaixa bem como comédia, como terror e nem como um bom filme trash, então eu confesso que não recomendaria para ninguém, já que ao meu ver, foi uma grande perda de tempo.


Se algum dia vocês assistirem, que seja apenas por vontade própria e não por recomendação!

1 visualização0 comentário
  • Facebook
  • Instagram