• Ana Luiza Moreira

Harley Quinn Show é hilário e apresenta ótimos personagens (SEM Spoilers)


Harley Quinn Show
A série é corajosa e nos mostra um outro lado dos heróis e vilões da DC

Depois da estreia de duas temporadas, finalmente comecei a assistir Harley Quinn Show, uma web série de comédia adulta e bem escrachada, que conta a história de emancipação (estilo Birds of Prey mesmo) da querida anti-heroína Arlequina- após tantas idas e vindas frustradas com o Coringa.

Ao lado de Hera Venenosa, nossa protagonista entende que não precisa de homem nenhum para mantê-la segura ou para manter seguro também. E por meio de muita violência, roubos e conversas irônicas, Harley tenta dominar Gotham contra a vontade da maioria dos vilões e heróis da cidade.


O relacionamento de Harley e Hera é um dos pontos altos da obra, sendo bem interessante de se acompanhar, principalmente porque percebemos uma reciprocidade muito grande entre as duas, de forma romântica e na amizade também. Eu particularmente já gostava demais das duas personagens, então ver ambas ganhando mais destaque foi uma experiência muito positiva.


Outra das coisas que mais gostei na série é a coragem de brincar com cenas extremamente explícitas de luta, xingamentos e piadas de duplo sentido, mas ao mesmo tempo, abordar sororidade, os efeitos de um relacionamento abusivo, problemas mentais e o feminismo no século 21. Tudo é muito bem equilibrado e as piadas podem até ser descritas como "sujas", mas de forma alguma são de mau gosto.


Ainda preciso falar sobre Frank, a planta carnívora de Hera! Ele é tipo aqueles narradores engraçados de série, traz sempre comentários perspicazes, consegue deixar a Hera desconcertada e é a voz do público muitas vezes, praticamente lendo os nossos pensamentos. Tive contato com poucas HQs da Poison Ivy e não vi o Frank em nenhuma delas, então acreditando que é um personagem original, digo que é um ótimo personagem original.


Harley Quinn Show
Frank dirigindo um carro é TUDO!

O restante da equipe de Harley não fica para trás, tendo o fofinho e sanguinário King Shark; o melhor ator de todos os tempos, Clay Face; o politicamente incorreto Doutor Psycho; e o dorminhoco Sy Borgman. O mais legal é que eu não conhecia muitos desses personagens e o desenho me fez amar cada um deles, me integrando ainda mais ao universo DC.


Recomendo demais que assistam Harley Quinn Show e logo, logo volto com uma review sobre a segunda temporada.


Até lá Freaks!

3 visualizações0 comentário
  • Facebook
  • Instagram