• Mateus S. Santos

Mix de Notícias – 28/11/20

Fala Freaks! Sejam bem vindos ao Mix de Notícias, aqui é o local certo para você que não tem como acompanhar as diversas notícias que são postadas o dia todo, aqui você em uma leitura rápida fica sabendo das principais notícias do dia, então separa cinco minutinhos e vem com a gente saber do que rolou nesse dia!


Série da Amazon, Utopia é cancelada após uma temporada

Série é estrelada por John Cusack e Rainn Wilson


Começamos com uma notícia triste para os fã da série Utopia! A série da Amazon estrelada por Rainn Wilson e John Cusack foi cancelada depois de um única temporada.

De acordo com o site Deadline, o motivo do cancelamento pode ter sido por conta da audiência da série que acabou não sendo o quanto a Amazon esperava. Até o momento o streaming não revelou nada sobre a a audiência da série ou sobre o cancelamento. Baseada em um série do Reino Unido que foi exibida em 2013, Utopia gira em torno de um grupo de amigos que descobrem que a conspiração mostrada em uma revista em quadrinhos é real, para evitar que seu mundo seja destruído eles então embarcam em uma missão para salvá-lo. Além de Rainn Wilson e John Cusack o elenco contava também com Sasha Lane, Dan Byrd, Javon Walton, Ashleigh LaThrop, Sonja Sohn. A nova versão foi criada pela autora Gillian Flynn, a escritora de Garota Exemplar e Objetos Cortantes.

A primeira e única temporada de Utopia está disponível no Prime Video.


Neil Gaiman diz que brasileiros são os únicos que criticam diversidade

Autor de Sandman faz critica durante uma entrevista para a CCXP e a editora Intrínseca


Neil Gaiman famoso autor de diversos títulos da cultura Pop como Sandman e Deuses Americanos fez uma dura crítica aos brasileiros em relação a diversidade.

O comentário foi feito durante uma live promovida pelo CCXP e a editora Intrínseca e enquanto respondia a pergunta do ator e comediante Fernando Caruso abordando alguns ataques que o escritor recebeu pela adaptação de Sandman na Netflix ter diversidade. Ele questionou se as críticas sobre a presença de personagens LGBT e negros, que já estavam presentes desde os quadrinho ou se era algo exclusivo do Brasil ou se o autor viu isso também em outras partes do mundo. O autor então respondeu:

“No Twitter, parece ser especificamente um fenômeno brasileiro falando disso. Além dali eu não tenho visto essa sensação de pessoas tentando ser mais espertas que Sandman, quando elas claramente nem leram Sandman. Essa foi a coisa mais estranha sobre isso. ‘Ah, sim, nós lemos que você vai modernizar Sandman, então vai ser esse Sandman moderno, com gays, lésbicas, pessoas trans e talvez pessoas negras’. Sim, isso é Sandman. É o mesmo Sandman de 33 anos atrás, então tudo que isso me diz é que você nunca leu Sandman. Então, essa idiotice em particular, esse sentimento de que você sendo trollado por pessoas estúpidas que não fazem ideia do que elas estão trollando, é algo especificamente brasileiro.”

A HQ de Sandman começou a ser publicada em 1988 pela DC/Vertigo, e a trama gira em torno de Morfeu, o senhor do Sonhar, a manifestação antropomórfica dos sonhos. A história mostra também os irmãos dele, os Perpétuos: Destino, Morte, Destruição, Desespero, Desejo e Delírio. Uma série de Sandman foi encomendada pela Netflix e terá onze episódios, mas por enquanto ainda não tem previsão de estreia.


Atriz Fernanda Montenegro comenta que teria votado em Cate Blanchett para o Oscar de 1999

Atriz comentou sobre o assunto no programa da Globo Conversa com Bial


Um dos assuntos mais falados recentemente foi sobre Fernanda Montenegro não ter sido premiada com um Oscar em 1999, pela atuação em Central do Brasil que foi recentemente relembrado com uma declaração da atriz Glen Rose.

Em entrevista ao programa da Globo, Conversa com Bial, a atriz questionada sobre o assunto respondeu que, na verdade, pensa que Cate Blanchett merecia o prêmio naquele ano por sua atuação em Elizabeth. Apesar disso, muitos acreditam que Fernanda merecia o Oscar de Melhor Atriz por Central do Brasil, filme que também foi indicado para melhor filme estrangeiro em 1999.

Dirigido por Walter Salles Central do Brasil conta a história Dora, uma amargurada ex-professora, ganha a vida escrevendo cartas para pessoas analfabetas, que ditam o que querem contar às suas famílias. Ao lado de Josué, o filho de nove anos de idade de uma de suas clientes, embarca em uma viagem pelo interior do Nordeste em busca do pai do menino, que nunca o conheceu. O longa está disponível no Telecine.

7 visualizações0 comentário

O Portal Freaks! é um canal de comunicação feito por jornalistas e colaboradores geeks.

Nosso trabalho é manter fãs e entusiastas de filmes, séries, livros, tecnologia e histórias em quadrinhos informados com notícias e críticas sérias, relevantes e aprofundadas.

CATEGORIAS!

REDES FREAKS!