• Mateus S. Santos

O Futuro de Star Wars

Nesse dia tão especial para os fãs de Star Wars, resolvi escrever algo sobre essa tão amada saga que como a tantos tem um lugar especial no meu coração. Começo logo dizendo que não cresci com essa saga, como aconteceu com muitos, mas posso dizer que aprendi amar Luke, Han, Leia, R2-D2, C3PO, Lord Vader e tantos outros personagens marcantes que existem no universo tão rico criado por George Lucas. E para comemorar esse dia tão marcante para os fãs da saga, não só sobre o futuro da saga, mas sobre todo esse universo. Mas como dizia um antigo professor meu, para se ter um vislumbre do futuro temos que olhar para o passado.


A história de uma galáxia distante...

O começo de um sonho...


1977 foi o ano em que tudo começou. Chegava nos cinemas o primeiro filme que mais tarde revolucionária o cinema e que é considerado o pontapé da “era dos blockbusters”, Star Wars foi um sucesso pelas mãos de George Lucas que vinha com um conceito bastante interessante: o de Space Opera, uma epopeia no espaço bebendo da fonte primordial, a chamada A Jornada do Herói (Algo que ele nem sabia o que era até se encontrar com Joseph Campbell que cunhou a teoria), trazendo o jovem Luke Skywalker em todos os passos de uma jornada heroica. Porém foi uma verdadeira missão para George Lucas trazer o filme a vida já que nenhum estúdio queria apostar em histórias que tivessem efeitos especiais. Porém correndo aquele risco, Lucas trouxe o filme a vida e graças ao enorme sucesso de Star Wars, George Lucas fundava sua própria empresa, a produtora Lucasfilm e dando a chance dele de continuar com seu sonho. 1980 chegava nos cinemas a continuação, O Império Contra-Ataca considerado até hoje um dos melhores filmes da saga trazendo momentos sombrios, dramáticos, diferentes dos vistos no primeiro. Em 83, a trilogia original como foi chamada chegava ao fim com O Retorno de Jedi. 16 anos depois, sem nada de Star Wars George Lucas resolve fazer a trilogia prequel (que ficou conhecida assim já que o autor nessa mesma época enumerou a trilogia original como IV, V, VI respectivamente) contando o passado de um dos vilões que ficaram mais marcados na cultura pop: Darth Vader. Até hoje a trilogia prequel ainda divide os fãs, alguns amando outros odiando, porém sem ela não saberíamos de todo o passado de Anakin Skywalker até se tornar o sombrio lord Sith e servo do imperador, Darth Vader.


Uma continuação não muito feliz...

Tinha tudo para dar certo....só que não deu


O último filme de Star Wars tinha sido em 2005 e apesar de continuar em outras mídias como quadrinhos, livros, jogos e séries animadas não havia mais Star Wars no cinema ou melhor, em “carne e osso”. Em 2012, porém as coisas mudaram. Depois de uma venda milionária para a Disney e a empresa que já tinha parques temáticas e já iniciava o que depois ficou conhecido como o MCU, já tinha planos para os fãs da saga que ansiavam por novas histórias. Em 2015, a saga retornava à sala de cinema trazendo uma ligação com o passado, mas pensando no futuro. O Despertar da Força fez o que todos os fãs estavam esperando, contar uma nova narrativa dentro daquele universo, honrando cada elemento, personagem e seguimento que poderia tornar tudo ainda maior. E conseguiu! Luke, Leia, Chewie, Han Solo estavam lá novamente, demonstrando que o tempo passa, mas o que a história realizou por cada personagem, ainda é palpável. Infelizmente a trilogia nova acabou degringolando e acabou dividindo os fãs novamente, alguns gostaram do que viram no cinema outros odiaram e apesar de trazer alguns filmes bons como por exemplo, Rogue One, acabou que a saga no cinema afundou, mas ainda existia uma fagulha de esperança na TV ou melhor no streaming.


O Futuro de Star Wars

A Disney vai deixar os fãs bastante ocupados... haja tempo para tanto conteúdo!


Apesar de estar sempre em expansão com jogos, livros, HQs, as séries da TV nunca tiveram uma atenção devida. Isso mudou com a série animada Clone Wars e Rebels que serviram como um ponto de ligação para o cinema com a TV e que pelas mãos de Dave Filoni e Jon Favreau em The Mandalorian despertaram não só a atenção do público, como da própria Disney. O seriado, que marcou a estreia live-action de Star Wars na TV, foi muito bem recebido ao trazer um tom de faroeste à saga espacial que, ao mesmo tempo, era bastante fiel ao da trilogia original. Com a crítica e espectadores rasgando elogios para The Mandalorian, ao mesmo tempo que os filmes do cinema geravam brigas, a Disney enfim entendeu a mensagem, o futuro de Star Wars está não no cinema, mas sim na televisão, ou melhor no streaming e no poder trazer para o usuário aquela saga grandiosa no conforto de sua casa. Em 2020, a Disney foi anunciou enxurradas de séries e animações. O universo se expandiu ainda mais sendo que mais de The Mandalorian está chegando e outras grandes sagas como Bad Batch, Rogue Squadron, Kenobi, Acolyte, Lando, Ahsoka Tano, entre outras narrativas e personagens, poderão ser vistos e revistos em breve!

Mas e o cinema? Nesse dia tão especial para os fãs de Star Wars, temos que exercitar uma regra que a Disney já entendeu: deixe um tempo parado, esqueça e aposte no que está ganhando que logo deve chegar uma saga que essa sim, revivera para o cinema aquele sentimento que faz os fãs amarem esse universo. Afinal são 43 anos desde que o público assistiu pela primeira vez a Uma Nova Esperança e talvez essa seja a grande representação de Star Wars na cultura pop, sua história que consegue gerar um sentimento maior do que simplesmente torcer pelo mocinho, ou ver o “bandido” perder. No final, o que vale a pena é sentir esse sentimento de unir pessoas diferentes com o mesmo propósito, de ver na tela o que é épico, incrível e surpreendente e agora poderá ser sentido seja de onde for.


Que a Força esteja com vocês nesse 4 de Maio!

9 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Instagram