• Ana Luiza Moreira

Rua do Medo 1994 é um filme teen divertido e que apresenta slasher na medida certa


Rua do Medo 1994
Sabem aqueles filmes slashers dos anos 90? Então, a mesma vibe!

Começo essa crítica explicando que não falarei sobre coisas que considero spoiler, no entanto, por abordar sentimentos e expectativas que tive com o filme, recomendo que você pare se não quiser saber se: o filme assusta muito ou não; tem muitas mortes ou não.


Dito isso, agora começarei a falar sobre Rua do Medo 1994, que traz grandes nomes de obras teen em seu elenco, apresenta uma história que me cativou bastante e da qual muitas vezes eu me esquecia que se tratava de um terror- o que pode ser bom para alguns e ruim para outros, mas definitivamente foi bom para a medrosa que vos fala.

O filme me surpreendeu em seu enredo, já que eu definitivamente não esperava as mortes que assisti e nem a forma como aconteceram. Devo dizer que também não imaginava que o longa teria coragem para descartar personagens tão carismáticos e me enganei, o que acabou sendo sensacional.


A mistura entre o sobrenatural e o slasher está muito bem feita aqui, e sinto que o filme ganha bastante com isso, se tornando mais palatável. Sejamos sinceros, Rua do Medo é uma obra pop, que tem visual, elenco e roteiro nesse estilo, o longa precisa equilibrar e conter esses dois pontos, já que desta forma, atraí mais espectadores.


Mesmo falando tudo isso no parágrafo acima, tenho a impressão de que nos próximos dois filmes, a questão sobrenatural será o grande foco (o que me assusta um pouco, mas seguirei firme e forte).


Rua do Medo 1994
Com todo o bom sentido da palavra: Aquela farofa teen boa!

Então, Rua do Medo 1994 é um filme legal, não é um primor, mas passa longe de ser ruim. Recomendo caso você queira ver uma obra mais pop, com vibes nostálgicas e sem grandes pretensões.


Volto com os outros filmes!

4 visualizações0 comentário
  • Facebook
  • Instagram