• victorneres1993

The Day I Became a God: É para rir ou para chorar?

Olá, Freaks! Tudo certo com vocês? Mais uma semana chegou e aposto que vocês estão ansiosos para saber qual é o anime da semana... Sem mais delongas, a obra de hoje é The Day I Became a God.

Parece que o nosso protagonista já tem uma crush...


Tudo começa quando Youta, um jovem estudante, conhece uma menina com vestes estranhas que apareceu enquanto o jovem jogava basquete com um amigo. Ela diz ser um Deus e, claro, os dois jogadores não acreditam, mas depois de demonstrar seus dons de onisciência, Youta percebe que aquela garota, chamada Hina, tem algo especial.

A Deusa convence o jovem estudante de que pode ir morar com ele e sua família, mas a aparição de Hina vem com uma má notícia... O mundo acabará em 30 dias. Agora, o que resta é aproveitar os últimos momentos antes do fim.

A série acaba sendo meio confusa, principalmente se você ler a sinopse. Afinal, ela se apresenta como um drama, mas leva tudo para o lado da comédia. Quem quer assistir coisas tristes, quer chorar (pela lógica) e não ficar com uma expressão de "nossa".

O anime é mediano e só alguns episódio que agradam. Apesar disso, ele amarra bem os fatos que coloca e, no fim, tudo se explica. Para quem gosta de personagens mais "fofos", a obra pode parecer um pouco melhor.

Um dos melhores episódios é o quinto. Se toda a série fosse no mesmo estilo, seria bem melhor. Por falar nisso, o anime tem dedo de Jun Maeda, que também trabalhou em Angel Beats.

Apesar de tudo, vale a pena dar uma chance para The Day I Became a God... Você PODE gostar.

Confira uma análise mais detalhada sobre a obra neste vídeo:

Já assistiu The Day I Became a God? Se sim, me diga o que achou nos comentários. Até a próxima!!!

4 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Facebook
  • Instagram